22 de dez de 2014

felicidade de presente de natal

Eu já ganhei meu presente de Natal. Não foi nada da parte de eletrônicos, cosméticos, vestuário, nada. Eu ganhei felicidade mesmo. Ganhei um pacote de tecidos. É como aquele ditado: Dinheiro não compra felicidade, mas compra tecidos que é quase a mesma coisa. O mesmo ditado levo comigo pra tênis de corrida e livros. Não preciso de muito mas essas coisas fazem esse ser humano aqui que escreve muito feliz.

Minha árvore de Natal ainda não foi montada. Meus filhos pediram muito no sábado mas deu até briga. Tudo porque aqui na Alemanha, a tradição é montar a árvore no dia 24, até porque a maioria traz pinheiros de verdade ficar em casa até o 6 de janeiro. A minha, pequena, está lá fora. E com as crianças pedindo muito (e quase chorando pra montar logo), especialmente a minha mais velha que é brasileira e viu a avó montar já no 1° de dezembro até os 5 anos de idade, acabei quase cedendo e meu marido achou que tínhamos que esperar.

O fato é que no dia 24 eu não vou estar aqui, online pra postar fotos da minha árvore de Natal. 
Acho que o mundo inteiro vai estar meio ocupado nesta data, não é mesmo?
Então, improvisei algumas imagens apenas do que produzi pra minha árvore, com o material que tinha em casa, já que tenho que esperar pacientemente até dia 24 pra montar e se adaptar à tradição alemã. Imaginem o quanto eu adoro isso! (*Emojicon de saco cheio dessas tradições dos outros)

Aproveito pra desejar um bom fim de ano e em janeiro, os projetinhos que já estou fazendo já devem estar prontos pra dividir um pouco da minha felicidade por aqui.


12 de dez de 2014

neste natal: menos é mais


Este ano, resolvi não comprar nada de decoração de Natal. Tudo o que fizesse, seria feito em casa com o que tivesse em casa. Experimentei dessa vez fazer algo que sempre me prometia fazer e sempre deixava no último lugar da fila: bordar.
Eu amo esses bordados modernos, com desenhos imperfeitos, incompletos, são simples, elegantes, minimalistas e super fáceis de fazer. Perfeito para iniciantes, perfeito pra quem está com as mãos coçando pra fazer algum tipo de artesanato e julga que não pode, porque é muito fácil bordar esses quadrinhos. 
O fato de o próprio bastidor se tornar a moldura, faz o projeto ficar muito charmoso.
Os desenhos são da revista britânica Mollie Makes.

Confesso que fiz isso porque me irrita esse consumismo exacerbado de fim de ano. Tantas ofertas, marketing agressivo esfregado gratuitamente nos nossos olhos. Há muitos anos, minha família (já desde o Brasil) e eu compramos presentes apenas para as crianças. Os Natais não são mais os mesmos. Talvez porque a magia de se ganhar presentes do Papai Noel na infância se tornem cálculos de como pagar as dívidas com o 13° salário quando se é adulto. Dívidas desse consumismo exagerado. Me senti sortuda por poder fazer algo com as mãos e fugir desses produtos de plástico natalinos. 









Respeito o negócio, o empreendimento e sustento de muitos, mas se eu tiver que comprar mesmo: que eu compre dos pequenos negócios de família, da loja do bairro, não do supermercado. Chega! Cansei dessa corrida ao shopping center. De sofrer pra procurar vaga no estacionamento e ainda comprar decoração de natal feita em série? De plástico? Não, obrigada. Eu sou uma costureirinha e vou fazer em casa! Acredito que em muita coisa nessa vida: menos é mais



Desta vez, são poucas coisas que terei aqui em casa, mas o pouco foi todo feito por mim. O improviso foi tamanho, que não tinha fita vermelha para revestir todo o quadrinho bastidor e dei esse jeitinho aí mesmo. 
Nós, costureiras, queremos sempre mais e mais tecidos, acessórios, aviamentos, botões e tudo.
Sempre julgamos que não temos o suficiente e precisamos logo COMPRAR de novo e dessa vez, resolvi fazer com tudo o que tinha em casa. Precisava provar isso pra mim mesma, porque limitava meu retorno ao blog ao fato de não ter material para costurar!
E já ia comprar a decoração de Natal nessas super lojas de faturamento milionário, como fiz ano passado.


Ainda nem terminei tudo. Isso é uma parte do que vai decorar minha casa no Natal. Peguei tudo o que tinha, joguei na minha mesa de trabalho e saiu isso aí. E mais um pouco virá na semana que vem.
E claro, quando usar isso tudo, vai acabar meu material e aí sim compro mais felicidade (tecidos, botões, fitas...♥) pra mim.

Me perguntaram do meu calendário do advento. Acabei fazendo igual do ano passado. Me arrependi horrores quando vi uns liiiiindos no Pinterest (coisas que o Pinterest sempre nos proporciona, né mortais?). Quando eu vejo imagens de decoração do Pinterest então, saio arrumando minha casa.
Me arrependi TANTO de não ter tentado algo novo, mais criativo, mas já foi. O meu ficou extremamente simples, foi feito às pressas. Acho que isso me impulsionou a fazer minha própria decoração de natal este ano.






























NATAL
QUE LINDO

Cheiro de canela quando se assa biscoitos * Gorros coloridos *
Calças longas * Comer flocos de neve * 
Nariz vermelho do vinho quente * Assistir vídeos antigos
* Comer como um rei * Corações e bolas e natal * Achar muitos presentes 
* Cobertor de orelha e fogo de lareira * Escrever aos amigos * 
*** Sentar com a família ***


♥ Todas as minhas inspirações estão no meu painel de Natal do Pinterest. Me segue lá ;)

8 de out de 2014

aquele sinal


Sabe aquele dia que você senta pra costurar e a linha não pára de quebrar? Você checa tudo na máquina e ela continua quebrando. Acredito que isso é um sinal. Um sinal de que você deveria dar um tempo a ela, mesmo depois de todas as tentativas, limpezas e óleo. Até porque você já ficou nervosa o suficiente pra deixar a sua costurinha de um jeito que você não vai gostar, caso ela venha a funcionar de novo. 
Aprendi isso com a minha mãe. E olha que minha mãe sempre levantava, tomava um café e voltava porque ela costura até hoje profissionalmente e tem prazos pra cumprir. Não pode se dar assim ao luxo de deixar pro dia seguinte. Mas pra quem ama costurar e vê na costura uma terapia (como eu) ou tem pouco tempo e finalmente vai matar aquela saudade, é difícil aceitar. Mesmo assim, sem costurices pra mostrar hoje por aqui, resolvi fotografar o meu cantinho de costura que ganhou uma mesa nova de trabalho recentemente.





Foi o presente de aniversário da minha filha aos 6 anos. Ficou pra mim porque ela disse que agora tem 10 e é quase uma mocinha, pega mal!

Daqui a pouco eu tento de novo.

24 de set de 2014

jeitinhos costurísticos

Depois das férias, retomei os projetinhos que facilitam e colorem a minha vida. O projetinho da vez foi uma bolsa que fez parte do presente da amiga da menina, que carrega revistas e mais revistas na mão. Então fiz a bolsa de um tamanho que coubessem as revistas dentro. Ela e a menina querem ser designers de moda (pelo menos essa é a mais nova futura profissão) e desenham roupas o tempo todo. Agora, falando a verdade, eu não tinha idéia do que dar pra ela, ainda mais porque elas já que se conhecem há 4 anos e não quis repetir presentes. 

Então aliei a minha necessidade (arrumar um presente) + com a minha terapia (costurar) = e dei um jeitinho costurístico para o problema.

Me perguntaram da lojinha. Eu não pude responder nos comentários porque de uns meses pra cá o link para o autor responder nos comentários não está ativo pra mim. Já tentei corrigir isso e não consigo. Sim, mantenho um blog onde não consigo responder minhas leitoras. Obrigada, Blogger!
Então respondo no blog delas. 
Mas enfim, sobre a loja: ela está fechada no momento porque o período mais criativo do ano pra mim é no outono/inverno porque estou mais em casa e estamos sempre mais resguardados. Já tenho planos pra reabrí-la no fim de outubro e aproveitar as vendas de natal.
Por enquanto, vou ensaiando nas costurices do dia-a-dia.

5 de set de 2014

mais cor, por favor

Era pra ser minha, para carregar o computador na viagem em que faremos na próxima semana, mas já perdi pra menina. Também assim... Rosa e verde, tão colorida. "Isso não é bolsa de mãe", disse ela. "Mãe tem bolsa preta, cinza, marrom. E depois da viagem, você nem vai precisar mais mesmo." 
É verdade, ela ganhou, mas vai me emprestar para levar o notebook no porta-malas com segurança. 
Me limitei muito a fazer essa bolsa pra notebook porque sempre faço itens pequenos e um projetinho desse requer mais tecido, manta acrílica, zíper e mais habilidade. Então parei de me subestimar e fiz com poucas opções de tecido mesmo, mas tudo junto e misturado, com mais cor, com mais vida. A princípio, selecionei meus pretos e cinzas mesmo e resolvi dar mais cor pra bolsa. 
Estou contente por ver meus projetinhos aumentando de tamanho. Mesmo que eles nem fiquem pra mim.

Estarei ausente por uma ou duas semanas. Mas volto com mais costurices. 


27 de ago de 2014

estojinhos com chá

A menina vai pra quinta série em setembro e assim, vai mudar de escola e se separar das amigas que a acompanharam nos primeiros 4 anos escolares. Ela teve então a idéia de convidar 3 amigas para passarem a noite aqui como uma festa de despedida. Elas também resolveram se presentear com pequenas coisas entre si e isso, foi uma idéia da minha filha sem sequer me perguntar, mas ela já veio me sugerir que eu costurasse estojos para as meninas pra não gastar dinheiro. Coisa que faço o ano todo para festas de aniversários das amiguinhas. Lá fui eu correndo fazer 3 estojos pra ontem e só pensei em usar o meu zíper dos sonhos nesses estojos. 


A baguncinha das meninas começou às 17 horas. Como um chá das 5. Que foi servido assim: